21/12/2021 – Anoreg/PR – Academia Paranaense de Direito Notarial e Registral realiza primeira reunião entre acadêmicos após instalação

O encontro aconteceu em formato híbrido e contou com a inauguração de novo painel da história da Academia na sede da Anoreg/PR em Curitiba/PR

 

Na última sexta-feira (17), a Associação dos Notários e Registradores do Estado do Paraná (Anoreg/PR) sediou a primeira reunião realizada pela Academia Paranaense de Direito Notarial e Registral, desde a sua abertura oficial em julho deste ano. O encontro, feito na sede da Anoreg em Curitiba/PR, ocorreu em formato híbrido e contou com a presença da maioria dos acadêmicos participantes.

 

Mediada pela presidente da Anoreg/PR e acadêmica detentora da cadeira n.10, Mônica de Macedo Dalla Vecchia, a reunião foi iniciada dando a primeira palavra ao presidente vitalício da Academia e detentor da cadeira n. 1, desembargador Ricardo Henry Marques Dip.

 

Presente virtualmente, o desembargador fez uma esclarecedora exposição a respeito da importância da Academia, além de ter reforçado o papel dos acadêmicos na colaboração de estarem em uma constante “busca da verdade” no que tange o estudo da atividade notarial e registral. “Confio na seriedade de todos os acadêmicos que foram escolhidos para comporem o quadro de cadeiras da Academia, também confio que todos nós possamos buscar a verdade”, falou.

 

Tema bastante comentado durante a reunião, o desembargador mencionou a urgência de se priorizar o estudo sobre as Centrais de cartórios e a migração de diversos atos para o digital. Para o presidente, é possível selecionar outros temas entre os acadêmicos para que seja possível o aprofundamento dos estudos, a fim de elaborar um livro da Academia com conteúdos relevantes para a classe. Outro tema bastante comentado, mas que será trabalho a partir de 2023, é a gratuidade de atos nos Cartórios de Registro Civil.

 

Ao finalizar sua fala, o desembargador reforçou a relevância dos estudos acadêmicos. “Com o estudo e a colaboração dos acadêmicos será possível alcançarmos uma unidade de pensamento e, assim, conseguiremos tornar a Academia digna de grandes feitos”, finalizou.

 

Com a palavra aberta aos acadêmicos que estavam presentes virtualmente, a professora Mônica Jardim, detentora da cadeira n. 8, disse ser “uma honra fazer parte dessa confraria e dessa organização”. “Reforço a ideia de estarmos em busca da verdade e de fomentar os estudos notariais e registrais”, comentou. Em seguida, quem se manifestou foi a detentora da cadeira n. 20, Melina Breckenfeld Reck. “Os apontamentos aqui feitos são muito relevantes. Agradeço a oportunidade de falar aqui na Academia e coloco à disposição de todos o meu esforço e dedicação para aprofundarmos temas relevantes da classe”, disse.

 

Já o desembargador Vicente Amadei, detentor da cadeira n.5, falou que “é preciso ir além do pensamento e do debate. É muito importante a existência das obras porque elas traduzem a materializam o que se é estudado”. Para o desembargador José Renato Nalini, detentor da cadeira n. 2, é preciso “unir todas as delegações e categorias” do foro extrajudicial para ser possível um estudo igualitário. “Tenho certinha que de uma Academia com pessoas tão ilustres deve surgir um feito muito fecundo, que é uma doutrina que venha impactar a realidade”, frisou.

 

Presencialmente, o registrador Luis Flávio Fidelis, detentor da cadeira n. 15, retomou um dos temas mencionados pelo desembargador Ricardo Dip. “É muito importante debater o tema da gratuidade nos cartórios, visto que é a realidade de inúmeras serventias de porte menor aqui no Paraná”. Também sobre os temas conversados, a tesoureira da Academia e detentora da cadeira n. 13, Mariana Pozenato Martins, somou ao dizer que é preciso “pensar as centrais à luz da LGPD”. “Além dos temas aqui ditos, como a questão da gratuidade, é muito importante que pensemos com racionalidade o uso das centrais eletrônicas”, finalizou.

 

Após o encerramento da reunião, a presidente da Anoreg/PR, juntamente com o vice-presidente, Ítalo Conti Junior, e da segunda-vice, Mariana Pozenato, inauguraram novo painel da Academia na evolução história da Anoreg/PR.

 

Estiveram presentes na reunião o desembargador José Augusto Gomes Aniceto, desembargador Clayton de Albuquerque Maranhão, Rodrigo Fernandes Lima Dalledone, Renato Farto Lana, José Luiz Germano, Rodrigo Kanayama, Maurício Barroso Guedes, Cintia Maria Scheid, Maria Fernanda Giacomazzo Alves Meyer Dalmaz, Ricardo Augusto de Leão e demais convidados.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Anoreg/PR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.