TJMA – Judiciário promove Semana Nacional da Conciliação

A XVIII edição do evento acontecerá de 6 a 10 de novembro de 2023

De 6 a 10 de novembro de 2023 será realizada a XVIII Semana Nacional da Conciliação (SNC). A iniciativa é promovida anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com os tribunais.

Em São Luís, a abertura oficial do evento acontecerá no dia 6 de novembro (segunda-feira) às 9h, no 1º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, no piso térreo do Fórum Desembargador Sarney Costa (Calhau). 

A campanha pretende incentivar a resolução de conflitos da sociedade por meio de acordos entre as partes.

A ação é um esforço coletivo do Poder Judiciário, com o intuito de conciliar o maior número possível de processos no país, resolvendo demandas de forma rápida, simples, gratuita e efetiva.

Maranhão

No Maranhão, o evento é coordenado pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec/TJMA), presidido pelo desembargador José Gonçalo Filho e coordenado pelo juiz Marcelo Oka.

O presidente do Nupemec/TJMA, desembargador José Gonçalo Filho, conclama juízes, juízas, servidores e servidoras a se empenharem no evento, selecionando o maior número possível de processos passíveis de conciliação. “Esperamos contar com o apoio de todos e todas para fazermos um grande evento, em novembro, em benefício da população. Afinal, precisamos oferecer uma justiça mais rápida e efetiva às pessoas. E a conciliação é o melhor caminho!”, frisou.

Demandas

Durante a SNC 2023, os cidadãos e as cidadãs poderão solucionar demandas processuais (com ação judicial) e demandas pré-processuais (sem ação judicial), desde que haja interesse das partes envolvidas no conflito pela realização de acordo homologado judicialmente.

Serão incluídas na pauta do evento demandas referentes à área cível, de família, além de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), tais como: ações relacionadas a bancos, direito do consumidor, divórcio, reconhecimento de união estável, guarda de filhos, dissolução de união estável, reconhecimento espontâneo de paternidade, dentre outras.

Processos

De acordo com o Relatório Justiça em Números de 2023, tramitam no Poder Judiciário brasileiro mais de 81 milhões de processos. No ano passado, foram distribuídas 32 milhões de novas ações judiciais. 

Campanha

A campanha em prol da conciliação, realizada anualmente desde 2006, envolve os Tribunais de Justiça, Tribunais do Trabalho e Tribunais Federais, os quais selecionam processos que tenham possibilidade de acordo e intimam as partes envolvidas para solucionarem o conflito.

As audiências de conciliação são orientadas pela Resolução CNJ nº 125/10, que estabelece procedimentos para o tratamento adequado de conflitos de interesses, no âmbito do Poder Judiciário.

 

Fonte: TJMA