Tabelião de Bragança Paulista recebe Comenda Ignácia da Silva Pimentel e Antônio Pires Pimentel

Na noite desta sexta-feira, dia 27/10, 20 pessoas e empresas que se destacam na promoção do município receberão a Comenda Ignácia da Silva Pimentel e Antônio Pires Pimentel, honraria concedida pela Prefeitura de Bragança Paulista. A Sessão Solene será no Centro Cultural “Prefeito Jesus Adib Abi Chedid”, a partir das 20h.

A Comenda é uma forma da Administração Municipal valorizar as ações desenvolvidas em prol de Bragança Paulista e demonstrar a gratidão àqueles que fizeram e fazem pela cidade.

Receberão a honraria profissionais liberais, comerciantes, empresas, representantes saúde, da cultura e outros setores importantes da sociedade. São eles:

Anazir da Silva Leite – Aos 86 anos, é bragantina viúva de Sebastião Leite, um dos pioneiros da linguiça em Bragança Paulista. Tem quatro filhos, netos e bisnetos. Anazir ficou conhecida com seus bolos de fécula. Em 1982 começou a participar da escola de samba Acadêmicos da Vila na ala das baianas, onde se tornou destaque da Ala e responsável por toda a confecção das fantasias. Foi reconhecida pela própria escola de samba por seu trabalho, recebendo uma ala com seu nome e reconhecida também pela Liesb como sambista. Hoje, após 40 anos de escola, é a Baluarte da Acadêmicos da Vila.

Antônio Miguel Cestari – Nascido em Bragança Paulista, começou a trabalhar ainda jovem, no armazém de secos e molhados de Ernesto Scardilhe. Concluiu o curso de Ajustagem Mecânica e passou a trabalhar na oficina “O Rei das Chaves” e na mesma época começou seu interesse por fotografia e eletrônica. Passou por vários empregos até se formar na Faculdade de Ciências e Letras de Bragança Paulista. Lecionou em escolas de Bragança Paulista e Atibaia e continuou também a vida acadêmica com novas formações. É membro da Associação de Escritores de Bragança Paulista – ASES e da União Brasileira de Trovadores UBT – sessão de Bragança Paulista. Tem várias obras publicadas e premiadas, como poesias, crônicas e livros.

Arcor do Brasil – O Grupo Arcor surgiu em 1951, com a criação de uma fábrica de balas, por jovens empreendedores. Hoje a empresa tem mais de 40 plantas industriais localizadas na América Latina, sendo a principal empresa de alimentos da Argentina, Brasil, Chile e Peru. No Brasil, a companhia iniciou seus negócios em 1981. O Grupo Arcor é especialista na elaboração de produtos alimentícios de consumo massivo, inserida nos negócios de guloseimas, chocolates, sorvetes, alimentos e biscoitos. A companhia iniciou seu caminho a partir da fabricação de guloseimas, sendo a primeira produtora mundial de balas, com 7 plantas industriais (3 na Argentina, 1 no Brasil, 1 no Chile, 1 no México e 1 no Peru), uma delas em Bragança Paulista. Já na parte de chocolates, a Arcor tem participação no negócio desde o ano de 1970.

Cleber Molinari – Proprietário da Kaballah Uniformes Profissionais, fundada em novembro de 2006. O propósito da empresa sempre foi trazer as melhores soluções em uniformização profissional. A Kaballah opera em duas unidades fabris, matriz em Bragança Paulista e filial em Extrema, além de ter um Centro de Distribuição em Bragança Paulista, com uma infraestrutura total de mais de 3.000 metros quadrados. Conta com uma equipe formada por 88 funcionários diretos e 150 indiretos, garantindo uma impressionante capacidade de produção de 80 mil peças por mês.

Cilene Moraes de Oliveira – Desde 1967 trabalhou no Mercado Municipal. Após se casar, continuou com o trabalho, na banca do marido Celso. Os filhos, desde bebês, a acompanhavam no trabalho, cresceram e também se tornaram comerciantes. Completou 50 anos de trabalho no Mercado Municipal e gostava de enfeitar a banca em todas as datas comemorativas. Criou a tradição de montar um presépio no Mercado. Parou de trabalhar na banca quando começou a pandemia.

Daudt Vitório Júnior – Nascido em São Paulo há 50 anos, mas há quase quatro décadas residente em Bragança Paulista, estabeleceu raízes na cidade ao unir-se a Simoni Cabral de Oliveira Vitório. Sua trajetória profissional incluiu contribuições significativas em grandes empresas nacionais e multinacionais, destacando-se nas áreas financeiras e de gestão da produção em São Paulo e na região. Desde jovem, Daudt buscou uma atividade que permitisse deixar um legado duradouro e neste contexto, em 2017, encontrou a OSC Reparação. Comprometido com o projeto, em maio de 2020 assumiu a presidência. Até outubro de 2023, a Reparação já entregou 23 casas reformadas para a população bragantina e Daudt, juntamente com sua família, participou ativamente de 15 dessas 23 ações.

Dr. Daniel Sebbe Mecatti – Formado em Medicina em 2003 pela Universidade do Vale do Sapucaí, em Pouso Alegre, fez residência em Anestesiologia. Mudou-se para Bragança Paulista em 2006. Foi coordenador do Centro Cirúrgico, Anestesiologia e fundador da Residência em Anestesiologia do HUSF. Foi professor da Universidade São Francisco (USF) e diretor técnico da Santa Casa de Atibaia. Representou o Comitê de Crise representando Atibaia e o Hospital Bragantino durante a pandemia. Atualmente é Anestesiologista da Santa Casa de Bragança Paulista.

Dr. Gustavo Hermenegildo de Oliveira Risi – Nascido em Bragança Paulista, graduou-se em Direito pela Universidade São Francisco e especializou-se em Direito Contratual na Escola Paulista de Direito em 2019. Desde 2014 é sócio no escritório de advocacia Machado & Risi Advogados. Como advogado, foi vice-presidente (2019-2021) e atualmente é o presidente da OAB de Bragança Paulista (triênio 2022-2024). É membro da Comissão Estadual de Defesa da Democracia e do Estado de Direito da OAB SP. Foi o primeiro presidente do Conselho Regional de Prerrogativas da 8ª Região da OAB SP. É membro fundador e ex-presidente do Colégio de Presidentes da 8ª Região da OAB SP.

Geraldo Alves Fonseca – Tabelião substituto do 2º Tabelião de Notas e Protestos de Títulos e Letras de Bragança Paulista, é nascido e criado no município. Aos 74 anos, ainda trabalha no cartório. Iniciou a carreira em 1960, como auxiliar. Depois, passou a exercer os cargos de escrevente habilitado, escrevente autorizado e Oficial Maior. Atualmente é Tabelião Substituto, cargo que ainda exerce. Também já respondeu pelo Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais e Tabelião de Notas de Tuiuti.

Gianpietro Bertolin – Nascido em Marcon, na Itália, em 1944, formou-se em Filosofia, Teologia e ordenou-se padre. Concluiu o Mestrado em História Mundial e Americana e, em 1975, tornou-se padre missionário no Amapá. Deixou o ofício de padre, casou-se e, em 1985 assumiu a escola Yágisi em Bragança Paulista. Continuou os estudos e foi professor universitário. Em 2012 iniciou os primeiros contatos com a Ong Amor Exigente, tornando-se voluntário e iniciando um trabalho junto a dependentes químicos. Criou um outro grupo, que passou a se chamar “Tom da Vida”. Realizou diversos trabalhos e atualmente é coordenador do Grupo AE Girassol (antigo “Tom da Vida”), no Centro de Pastoral da Igreja de São Benedito, na Vila Bianchi.

Grupo Top Jeans – Em 1992 foi inaugurada a primeira loja de jeans, no calçadão da Rua Nicolino Nacaratti. Foi onde começou a história da grande família Top Jeans. Nos anos seguintes, nasce também a Xuka Mel, que antes tinha o nome de Kativa Baby. Logo depois nasce a Moda Maior e com o passar dos anos a Top Jeans vira referência em Bragança Paulista. Em 2005 nasceu a Top Jeans Fashion e foi iniciada também a venda de calçados. Em 2010 nasce a Dominna, referência em Atibaia, Bragança e Itatiba. Em 2012 nasce a primeira franquia, que se torna a Dominna Calçados. E em 2022 mais uma Xuka Mel. Todo o sucesso do Grupo GTJ se deve a muita dedicação de uma grande família.

Ivone Rossi Ninni – Há 51 anos está no Projeto Abelhinha, que já existia quando passou a fazer parte. Começou como um grupo pequeno, que se reunia cada semana na casa de uma das integrantes para fazer os enxovais. Grupo chegou a ter 30 mulheres. Na pandemia, deixou de se reunir, mas há mulheres que ainda fazem as entregas. Ivone continua confeccionando os enxovais, com casaquinhos, sapatos e xales de tricô. As integrantes do grupo colaboram com uma mensalidade para que as mães recebam um enxoval mais completo.

José Pinto Mourão – Desde muito jovem trabalha na pecuária. Atualmente tem criação de porcos, que administra junto com os filhos. Começou com apenas um porco. E foi crescendo. Aos 72 anos, continua nos negócios.

Maria Aparecida Gracia Talamino Ghelardi – Aos 95 anos, é professora aposentada. Lecionou e foi diretora na E.E. Cel. Francisco de Assis Gonçalves. Durante toda a vida foi voluntária na igreja. Trabalhou por 50 anos para a Igreja Santa Terezinha e ajudou a construir a igreja junto com o Padre Aldo Bolini. Também já trabalhou para a Catedral. Tem quatro filhos.

Roberto Barrese – Por 37 anos trabalhou na área da educação. Formado no Magistério do Colégio Sagrado Coração de Jesus, estudou também História, Arte, Pedagogia, Geografia e realizou inúmeros cursos de atualização, mediação escolar e comunitária. Ao longo da carreira desempenhou as funções de professor, coordenador pedagógico, vice-diretor e diretor, cargo pelo qual se aposentou em 2021. Também se dedicou a trabalhos voluntários na APAE, Comunidade Sorriso, Asilo São Vicente de Paulo, APEOESP, Centro Espírita Casa do Caminho e mantém um canil onde zela por animais abandonados.

Rodolfo Tuffani Lopes – Trabalha há 17 anos com cavalos e está à frente do Rancho Dominó. O nome foi dado em homenagem a um dos animais do rancho. Tem a própria criação de cavalos e também recebe animais de clientes.

Sylvio Nunes de Mattos – Nascido em Bragança Paulista, trabalhou na antiga Telesp em São Paulo, exerceu o ofício de pedreiro e eletricista. Além do trabalho, é ativo na comunidade e membro do Conselho Municipal de Saúde. Morador do bairro Jardim do Cedro desde 1988, hoje é aposentado.

Vanda Penha Franco de Almeida – Nascida no bairro Campo Novo, Vanda começou a trabalhar na lavoura ainda jovem e aprendeu com a mãe o ofício de merendeira. Casada com João José de Almeida, tiveram dois filhos, Wesley e Amanda. Prestou concurso público na Prefeitura de Bragança Paulista, onde trabalhou por praticamente toda a vida. Trabalhou por 35 anos na mesma escola, primeiro como merendeira e depois como inspetora de alunos, sempre se dedicando ao trabalho e à comunidade do Campo Novo.

Vitor Fonseca – Nascido em Bragança Paulista, o comerciante seguiu os passos do pai, iniciando o trabalho no armazém da família, no bairro Lavapés. Foi vendedor em comércios da cidade e está há 44 anos no mesmo lugar. Casado, tem uma filha e está prestes a completar 70 anos. 

Wanderley Bueno de Campos – Vem de família de produtores rurais, que tinha plantação de tomates quando começou a trabalhar. Depois começou a vender os produtos em frente ao Mercado Municipal. Passou a vender no Bosque dos Eucaliptos, em barraca na rua e, em seguida, foi para o Centro de Abastecimento, no Parque dos Estados. Há 42 anos trabalha como feirante e atualmente vende seus produtos na feira, no Posto de Monta.

Fonte: Prefeitura de Bragança Paulista

Fonte: ttps://www.braganca.sp.gov.br/noticias/personalidades-que-se-destacam-no-municipio-recebem-comenda-ignacia-da-silva-pimentel-e-antonio-pires-pimentel