Jornal do Comércio – Covid-19 foi responsável por mais da metade das mortes por doenças em março no RS

O mês de março acabou há 14 dias, mas os números que ele deixou para trás ainda constituem uma marca triste na história recente do Rio Grande do Sul. O pior mês da pandemia no Estado deixou um total de 8.276 óbitos registrados por Covid-19 em Cartórios de Registro Civil gaúchos. A doença causada pelo novo coronavírus representou 54% do total de óbitos por causas naturais (mortes por doenças) no Estado no mês. Março também registrou, pela primeira vez na história, mais óbitos do que nascimentos no Rio Grande do Sul.

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil, base de dados abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil).

O número de óbitos por Covid-19, que no auge da 1ª onda, em julho de 2020, chegou a representar 15,7% dos óbitos por causas naturais no Estado, já havia dado sinais de que estava voltando a crescer em dezembro, representando 23,9% dos óbitos por doenças, com uma pequena queda em janeiro (20,8%) e um crescimento em fevereiro (25,1%). Ao atingir 54,4% das mortes por doenças no RS, a Covid-19 quase dobrou seu impacto no total dos óbitos naturais em relação a fevereiro passado, até então o mês mais mortal.

Já o Brasil teve um total de 75.780 óbitos registrados por Covid-19 em Cartórios de Registro Civil até esta segunda-feira. A doença causada pelo novo coronavírus representou 48% do total de óbitos por causas naturais (mortes por doenças) no País, totalizadas em 171.211 até esta data.

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *