30/08/2021 – A Tribuna News – Pesquisa aponta Cartórios são a instituição com maior credibilidade no MS

Os Cartórios do Mato Grosso do Sul ocupam a primeira colocação no quesito confiança à frente de outros 11 órgãos públicos e privados. Esta foi a principal conclusão da pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Resultado, que avaliou os serviços em 29 unidades do Estado localizadas em 18 cidades sul-matogrossenses entre os dias 18 e 22 de maio deste ano.

 

A análise mostrou o alto índice de satisfação dos entrevistados, em que mais de 74% classificou os serviços prestados pelos Cartórios do Estado como os mais confiáveis dentre as entidades avaliadas. Segundo a pesquisa, os Cartórios foram o único serviço em que 16,44% dos entrevistados confiam totalmente, número 9,86% maior que a média das avaliações. O bom desempenho também é visto por 58,02% das pessoas que responderam que confiam no trabalho desenvolvido pelas serventias extrajudiciais, 18,23% acima da média.

 

A boa avaliação também foi reforçada na consulta sobre a prestação dos serviços públicos, quando 23,56% dos sul-mato-grossenses responderam que o trabalho dos Cartórios é ótimo e 56,44% analisam o serviço prestado como bom, representando quase 18% a mais da média. “A pesquisa reconheceu o esforço diário dos registradores do Mato Grosso do Sul”, afirma o presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado Mato Grosso do Sul (Arpen/MS), Marcus Roza. “Importante para a atividade ter sido reconhecida como de vital importância para a segurança jurídica, e que se mostrou ainda mais essencial neste período de pandemia”, completa o presidente.

 

A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 22 de maio deste ano, com pessoas de 18 anos ou mais e que utilizam os serviços das serventias em uma das 18 cidades selecionadas. No total, foram entrevistadas 505 pessoas nas cidades de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã, Corumbá, Naviraí, Aquidauana, Nova Andradina, Sidrolândia, Coxim, Rio Brilhante, Amambai, Maracaju, São Gabriel do Oeste, Anaurilândia, Corguinho, Douradina e Selviria.

 

Qualidade dos serviços

Mais de 96% dos entrevistados consideram o serviço dos Cartórios importante ou muito importante. A qualidade do atendimento também foi destacada por 62,18% das pessoas, que disseram que são contra a migração das atividades das serventias para a prefeitura ou demais órgãos públicos, e 59,2% elencaram confiança/credibilidade e agilidade/rapidez como as principais características dos cartórios.

 

Quando questionados sobre a qualidade dos serviços prestados, mais de 84% dos entrevistados se consideraram como totalmente satisfeito, muito satisfeito ou satisfeito, ao avaliar o conforto, a cortesia da pessoa que atendeu, o fornecimento de informações necessárias, o grau de conhecimento do atendente, a qualidade do atendimento, a informatização, a infraestrutura do local (móveis, salas, estacionamento, etc), a organização da fila de espera, o tempo de espera para ser atendido e tempo para a realização do serviço.

 

Mais de 93% dos sul-mato-grossenses entrevistados disseram que o fornecimento de informações é totalmente satisfatório (30,69%), muito satisfatório (10,69%) ou satisfatório (52,08%). A qualidade do atendimento, por sua vez, foi classificada como totalmente satisfatória (26,93%), muito satisfatória (15,64%) ou satisfatória (51,09%) pelos respondentes.

 

Ampliação dos atos

Mais de 82% dos usuários também mostraram apoio à ampliação dos atos prestados pelos Cartórios, como a emissão de passaporte e documento único de identidade. A maioria das pessoas que participaram da pesquisa são a favor da ampliação dos serviços realizados pelos cartórios. Os entrevistados acreditam que a emissão de passaporte (75,64%), registro de empresas (82,57%) e documento único de identidade (85,35%) devem ser acrescidos ao leque de serviços prestados pelos cartórios.

 

O recorte do estudo do Instituto de Pesquisa Resultado aponta que 45,94% dos avaliadores possuem Ensino Médio completo ou Superior incompleto, e 27,13% tem formação superior. 0,59% são analfabetos, 7,33% não completaram o Ensino Fundamental e 19,01% concluíram o Fundamental, mas não finalizaram o Ensino Médio.

 

Sobre a Arpen-MS

Fundada em dezembro de 2012, a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de Mato Grosso do Sul (Arpen-MS) representa a classe dos Oficiais de Registro Civil de todo o Estado, que atendem a população realizando os principais atos da vida civil de uma pessoa: o registro de nascimento, o casamento e o óbito.

 

Assessoria de Imprensa da Arpen- MS

 

Fonte: A Tribuna News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *