29/06/2021 – O Sul – Cartórios de notas de Porto Alegre registram crescimento de 60% no número de testamentos

O impacto das mais de 5 mil mortes causadas pela pandemia da Covid-19 segue alterando os hábitos das famílias porto-alegrenses. Tradicionalmente avesso a pensar sobre a sua própria morte, a pandemia fez o gaúcho redobrar sua preocupação com o tema, fazendo com que os primeiros cinco meses de 2021 registrassem aumento de 60% no número de testamentos feitos pelos Cartórios de Notas de Porto Alegre na comparação com o mesmo período de 2020, atingindo a marca de quase 300 atos praticados.

Em números exatos, foram realizados 293 testamentos entre os meses de janeiro a maio deste ano. No mesmo período do ano passado foram 183 atos.

“A pandemia do coronavírus trouxe uma nova realidade com o aumento de óbitos em decorrência da doença. Podemos observar uma preocupação mais concreta e crescente da população sobre o planejamento sucessório, garantindo assim o encaminhamento de seus bens e o cumprimento de sua vontade para após a morte”, disse a tabeliã do 7º Tabelionato de Notas de Porto Alegre, Rita Bervig Rocha.

Brasil

No Brasil, os primeiros cinco meses de 2021 registraram o maior número de testamentos feitos pelos Cartórios de Notas do País na história neste período, atingindo a marca de quase 14 mil atos praticados. Foram realizados 13.924 testamentos entre os meses de janeiro a maio deste ano, número 40% maior do que os 9.865 atos realizados no mesmo período do ano passado, e 12% maior que as 12.402 lavraturas testamentárias de 2019, até então o ano com o maior número de testamentos realizados no Brasil.

Fonte: O Sul