29/03/2021 – TJ/CE – TJCE prossegue realizando cursos telepresenciais para agilizar processos de adoção

Durante a pandemia da Covid-19, o Judiciário cearense adaptou a forma de trabalho para dar continuidade aos processos de adoção no Estado. A adaptação contempla a realização de cursos por videoconferência para pretendentes à adoção de crianças e adolescentes. A Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional do Tribunal de Justiça do Ceará (Cejai-TJCE), em parceria com a Coordenadoria de Educação Corporativa e dos grupos de apoio à adoção Acalanto Fortaleza e Rede Adotiva, promoveu, em duas etapas, treinamento telepresencial para requerentes residentes em comarcas do Interior. As capacitações tiveram início na terça-feira (23/03) e foram concluídas nesta sexta (26).

Estão agendados mais sete treinamentos telepresenciais para este ano. Três no primeiro semestre e quatro no segundo. Confira as datas aqui. Os cursos virtuais permitem que, mesmo durante o período necessário de distanciamento social, seja viabilizado o andamento dos procedimentos de habilitação para, assim, os pretendentes estarem mais próximos do direito à convivência familiar com as crianças e os adolescentes que estão em unidades de acolhimento.

A presidente da Cejai, desembargadora Lígia Andrade de Alencar Magalhães, destacou a importância da iniciativa. “Não foi possível fazer o curso de forma presencial nas comarcas do Interior, motivo porque optamos em dar continuidade e promover capacitações em formato virtual, focando nos pretendentes para que possam estar devidamente habilitados no Sistema Nacional de Adoção e acolhimento-SNA. Com esta ação, de suma importância, serão abordados os diferenciados prismas da adoção: jurídico, social e humano. Já que a adoção legal demanda preparação, serenidade e imensa capacidade de compreensão de todas as vertentes que envolvem esse processo tão delicado e complexo”, explica.

O CURSO

O curso é uma das etapas necessárias para a habilitação no Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento. Durante a capacitação, são abordados os aspectos jurídicos, legais e psicossociais da adoção. Os pretendentes precisam passar também por outras etapas como avaliação psicossocial, entrevistas e visitas domiciliares.

MAIS INFORMAÇÕES

Todos os pretendentes residentes em Fortaleza já realizaram os cursos. Para mais informações sobre a realização dos treinamentos no Interior o pretendente pode entrar em contato pelo e-mail [email protected].

Fonte: TJ/CE