23/06/2021 – TJMS – Conheça o setor responsável por guardar as memórias do TJMS

Você sabia que muitas informações históricas do Estado estão expressas em processos judiciais e que esses autos antigos ficam armazenados no Tribunal de Justiça, com possibilidade de consulta pela população?

Muitas dessas informações são utilizadas nos dias atuais, como foi o caso de uma advogada que precisou de um processo dos anos de 1700 para conseguir cidadania portuguesa. O que nem todos sabem é que pedidos como esse são comuns para os servidores da Coordenadoria de Acervo, Jurisprudência, Legislação e Memória.

Alguns pedidos referem-se a processos ainda mais antigos, que as partes pedem a digitalização e são muito procurados para inventário, além de cidadania. E foi o atendimento de qualidade para um desses pedidos que resultou na indicação da parte de um elogio funcional para os servidores da Coordenadoria.

Na verdade, o setor guarda todos os documentos desde a criação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul como atas, discursos de posse, fotos e outros documentos. A Coordenadoria conserva ainda alguns documentos que fazem parte da história do Estado, como disputa de terras entre municípios e alguns processos históricos, a exemplo do caso da Bruxa da Sapolândia e da miss que foi assassinada e o autor foi absolvido em razão de uma carta psicografada.

A servidora Débora Lumi Umada, que responde pela Coordenadoria, explicou que a história de determinadas épocas ou região está inserida nos documentos, por isso é muito importante a preservação destes processos e documentos. Ela ressaltou ainda que nos próximos meses todos os documentos e processos históricos do acervo poderão ser consultados no Portal do TJMS.

Débora relatou também que vários pesquisadores e historiadores solicitam acesso aos documentos para fins de pesquisa e que, além desses profissionais, muitos solicitam o acesso ao inventário de seus antepassados para comprovar e conseguir cidadania em outro país.

A Coordenadoria de Acervo, Jurisprudência, Legislação e Memória integra o Departamento de Pesquisa e Documentação, da Secretaria Judiciária do Tribunal de Justiça de MS.

Elogio – O pedido de elogio funcional foi direcionado aos servidores Débora Lumi Umada e Hermes Torres Gomes, que atuam diretamente nas pesquisas.

Ambos são merecedores do reconhecimento, pois recepcionam as solicitações e atendem as demandas com muita dedicação e zelo.

Hermes inclusive trabalha no Poder Judiciário de MS há mais de 30 anos, sendo conhecido pela dedicação e por realizar um serviço super minucioso.

Fonte: https://www.tjms.jus.br/noticia/59625

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *