08/01/2022 – Diário de Petrópolis – Aumenta em quase 120% a procura por vistos para viver no exterior

Em Petrópolis as principais solicitações são para dupla cidadania e estudo

 

Viajar para o exterior, conhecer lugares mundialmente famosos e culturas diversas fazem parte dos sonhos de muitas pessoas. Algumas delas vão ainda mais além e desejam morar fora do país de origem, e a quantidade de petropolitanos que tem esse plano em mente aumentou consideravelmente no último ano. De acordo com dados da Seção do Rio de Janeiro do Colégio Notarial do Brasil (CNB/RJ), a busca por validação de documentos para viver no exterior cresceu em 89% na cidade. A comparação foi feita com informações referentes ao período entre agosto e dezembro de 2020 e 2021.

 

Pedidos de visto para estudo e abertura de processos de reconhecimento de dupla cidadania são as principais solicitações feitas nos cartórios de Petrópolis. Os dois tipos de atos foram responsáveis por 74% das solicitações referentes à vida no exterior do município. Nos meses de junho a novembro de 2021, elas apresentaram juntas, um aumento de 119% comparado ao mesmo período do ano retrasado.

 

Em 2020 foram 399 pessoas buscando pela dupla cidadania em Petrópolis. Já em 2021, esse valor foi expressivamente maior, subindo para 942 procuras. O aumento desse tipo de processo foi de 136%, e suas solicitações significaram 45% do total do período.

 

Muitos estudantes visam o tão aguardado intercâmbio, e um dos documentos necessários para isso é o visto de estudo. A procura por essas permissões foi de 607 no segundo semestre do ano passado. Número 96% maior que o do ano retrasado, que foi de 310.

Motivos da emigração

O processo de validação de documentos brasileiros para uso em outros países é chamado de Apostilamento de Haia. Segundo a vice-presidente do CNB/RJ, Edyanne Frota Cordeiro, a grande procura pela realização desses apostilamentos indica um movimento emigratório no país, que é quando a população de uma nação deixa o seu local de origem e vai para um país estrangeiro.

 

São várias as motivações para que alguém mude de país, porém, nos casos em que há um aumento de solicitações relacionadas a trabalho e estudo, o principal motivo pode ser a escassez de oportunidades no local. A falta de perspectiva de melhoria e a crise econômica no Brasil podem ter relação com o crescimento da procura desses vistos para morar fora.

 

Além disso, as mudanças profissionais que ocorreram após o cenário pandêmico também podem ter influencia com essas buscas. “O Apostilamento de documentos específicos pode indicar um movimento emigratório, que podem estar relacionados a trabalho e estudos no

exterior, tendo sido acentuado pela escassez de oportunidades no Brasil.

 

A alta procura em outros lugares pode ter bastante ligação  com as

transformações corporativas causadas pela pandemia” aponta ela.

Como validar os documentos?

A instituição explica que, para realizar o processo de validação de documentos, é necessário que o usuário separe todos os documentos desejados para o apostilamento e se dirija a um cartório ou tabelionato que faça o processo.

 

O cartório então recolhe os documentos, gera um protocolo e faz o orçamento do pedido. Em alguns casos, como o da certidão de nascimento, por exemplo, deve-se levar o documento original e a versão traduzida (com tradução juramentada). Dependendo de qual o objetivo do serviço, também são necessários a versão traduzida de outros documentos, como o diploma universitário. “Geralmente leva-se 24 horas para que os documentos sejam apostilados, no entanto, em alguns casos eles podem ficar prontos quase que na mesma hora” diz a vice-presidente do CNB/RJ.

 

Fonte: Diário de Petrópolis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.