07/05/2021 – TJ/SP – Nupemec lança 2ª edição atualizada do Manual de Oficinas de Divórcio e Parentalidade

Orientações sobre atividade para famílias em reestruturação.

Para incentivar e orientar os Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de todo o estado, o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça de São Paulo (Nupemec) elaborou a 2ª edição do Manual de Oficinas de Divórcio e Parentalidade. Clique aqui para acessar. 

No manual, é possível encontrar orientações sobre formação de expositores, frequência e forma de avaliação, realização de oficinas virtuais e um tutorial da instalação de oficinas nos Cejuscs. As Oficinas de Divórcio e Parentalidade são um programa educacional, preventivo e multidisciplinar, direcionado às famílias que passam por fase de reestruturação familiar motivada pela ruptura do laço conjugal dos pais, e que busca auxiliar todos os seus integrantes a superarem as eventuais dificuldades que surjam, sem maiores traumas, sobretudo para os filhos. Projetada para ser executada em um único encontro, a oficina conta com explanações feitas por expositores, apresentação de slides e vídeos e espaço para questionamentos e discussões. 

Podem ser encaminhados para participação pais, mães e filhos, com idade de 6 a 17 anos, que estejam vivenciando conflitos surgidos em decorrência da mudança da estrutura familiar. A oficina poderá ser realizada sempre que for detectada a presença de conflito, independentemente da fase de seu tratamento, seja ela extraprocessual, processual, pendente de julgamento ou com sentença ou acordo celebrado.

De acordo com o coordenador do Nupemec, desembargador José Carlos Ferreira Alves, o programa é uma forma de o Poder Judiciário tentar evitar que traumas, mágoas e frustrações que envolvem as questões de família repercutam para sempre na vida daquelas pessoas. “Nada melhor, para tanto, do que esse ‘conserto’, ou a sua prevenção, ser realizado em Oficinas especializadíssimas que foram criadas para esse fim específico, que estão à disposição dos jurisdicionados e de seus parentes e que apresentam resultados interessantíssimos” afirmou. 

Por conta da pandemia de Covid-19, as oficinas mais recentes foram realizadas virtualmente, pela plataforma Teams. 

Fonte: Tribunal de Justiça de São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *